Sexta-feira, 03.02.12

 

Lote 265: para uma geografia do Douro

A partir do desafio da Fundação da Juventude de repensar o Vinho do Porto, um grupo de estudantes das áreas das artes plásticas e do design de comunicação da Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto, uma instituição de ensino artístico, que afinal tem origem na vontade da Junta de Administração da Companhia Geral da Agricultura das Vinhas do Alto Douro em introduzir a 17 de Fevereiro de 1780 o ensino das Artes no Porto, redefinem e configuram os vários elementos que compõem a geografia do Douro.

Os trabalhos desta exposição resultam da reflexão pluridisciplinar entre duas unidades curriculares de áreas científicas distintas. Um intercâmbio entre diferentes modus operandi que convergem para um objectivo comum: a procura de novas imagéticas para o Vinho do Porto.

A presença do Vinho do Porto nos suportes de comunicação visual coincide com a sua produção secular; cedo se percebeu que a sua divulgação era garantia da sua sobrevivência e expansão no mercado. O que se pretende é contribuir com novos imaginários que possam provar esta longa história.

Recorrendo a metodologias processuais, que enfatizam os estudantes de design e técnicas de impressão como produtores de estruturas e estratégias criativas que aglutinem e respondam aos presentes desafios do vinho do Porto. Pensar o problema da imagem do Porto quer a jusante (a origem) quer a montante (distribuição), investigando os contextos geográficos, sociais, económicos e culturais da região do Douro e do Porto, de forma a potenciar soluções de comunicação visual que contribuam para a reflexão do vinho do Porto e que potenciam novos públicos.

O projecto ensaia, colectivamente e pela primeira vez, uma relação com uma região que se pretende reactivar, nesta e noutras iniciativas, através da elaboração de objectos artísticos e gráficos. É através destes que as suas dimensões física, social e afectiva, as dimensões sensoriais da geografia e do ambiente são analisadas, dando particular atenção ao produto mais emblemático da região: o Vinho do Porto.

Da geografia ao Vinho do Porto, ou no sentido inverso, porque os pretextos afinal são infinitos, esta intervenção experimental, realizada ao longo de 4 meses, explora os métodos a partir dos quais a geografia do Douro pode ser entendida e comunicada. Não propõe modelos ou soluções; prevê, isso sim, que este diálogo artístico, com os espaços e seus produtores, transforme a percepção da sociabilidade em torno do vinho do Porto.

A parceria com a Fundação da Juventude, que nos permitiu também trabalhar com a Casa do Infante, o Instituto do Vinho do Porto e Real Companhia Velha, implicou uma vontade colectiva de pensar com os enólogos, os bibliotecários, os guias, os produtores, os historiadores e os cineastas. E deste diálogo, traçar propostas de intervenção ou transformação da visão que retemos. Nas oficinas, nas visitas, nos seminários conjuntos, e bem para lá destes espaços de trabalho, debateram-se noções de identidade nacional, de território humano e cruzaram-se áreas do conhecimento, das artes plásticas e do design, do cinema e da arquitectura, da geografia e da zoologia e botânica. Destas resultaram processos de criação que enunciam uma aproximação consciente e pertinente, formalizada em papel, em madeira, em metal e em tecido.

Nestas hipóteses, a certeza recai, apenas, sobre o modo como o discurso poético e gráfico interpreta e comunica a complexidade de toda uma região e, nesse exercício, inicia o público numa revisão de imagens, referências e conhecimentos que retém sobre o Douro.

O resultado final, patente na sede nacional da Fundação da Juventude, a Casa da Companhia, local emblemático da história do Vinho do Porto na cidade, é uma macro-narrativa heterogénea que reflecte o que as recentes gerações de designers e artistas identificam como possíveis direcções para o Vinho do Porto. Um vasto património em que a geografia física, humana e regional assim como a informação acumulada ao longo de três séculos é um recurso colectivo que deve estar presente nos diferentes canais do Vinho do Porto.

 

Graciela Machado, Docente da Sub-unidade Orgânica de Desenho e Geometria

Rui Vitorino dos Santos, Docente da Sub-unidade Orgânica de Design de Comunicação

publicado por estudantescv_portugal às 14:07 | link do post | comentar | favorito
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Olá :)Este post está em destaque no novo espaço "C...
Olá :)Este post está em destaque Na Rede na homepa...
Olá :) Este post está em destaque Na Rede na hom...
É importante acompanhar de perto e se inteirar dos...
Bom dia :) Este post está em destaque Na Rede na...
Boa tarde :) Este post está em destaque Na Rede ...
Boa tarde :) Este post está em destaque Na Rede ...
Boa tarde :) Este post está em destaque Na Rede ...
Com o andar dos tempos em que a tecnologia penetra...
Falar da cultura de Cabo Verde , da sua musica , t...
tags

todas as tags

arquivos
blogs SAPO